quinta-feira, outubro 04, 2007

Arthur Rimbaud III

A ESTRELA CHOROU ROSA...


A estrela chorou rosa ao céu alto de tua orelha.
O infinito rolou branco, da nuca aos rins.
O mar perolou ruivo em tua teta vermelha.
E o homem sangrou negro o altar de teus quadris.


(tradução: Augusto de Campos)


(Arthur Rimbaud. In: Rimbaud Livre)

2 Anátemas

Blogger Carol Marossi disse...

Rimbaud agora? Menino, que bom gosto esse seu. Assustador.
Continue que seguimos te acompanhando.

Beijocas paulistanas!

6:22 PM, outubro 04, 2007  
Blogger Aline Aimée disse...

Nossa, lindo isso!
Nunca vi uma única estrofe dizer tanta coisa tão intensamente! Perfeito!

10:11 AM, novembro 23, 2007  

Postar um comentário

Criar um link

<< Home