terça-feira, setembro 04, 2007

Paul Celan IX

TODAS AS FORMAS DO SONO, cristalinas,
que assumiste
na sombra da linguagem,

a elas
conduzo eu o meu sangue,

os versos de imagens, a esses
vou albergá-los
nas veias cortadas
do meu conhecimento -

o meu luto, bem vejo,
corre para ti.


(tradução de Y. K. Centeno)


(Paul Celan. In: A Cerca do Tempo)

2 Anátemas

Anonymous Fábio Aristimunho disse...

Ótima seleção.

Cadê as tuas próprias traduções? Demorou, se não as fez.

Abraço

6:38 PM, setembro 05, 2007  
Blogger Leandro Jardim disse...

Muito bom esse!

Li tudo, foi bom conhecer um pouco desse poeta, muito obrigado! Palavras de muita força!

abraços
Jardineiros

2:56 PM, setembro 10, 2007  

Postar um comentário

Criar um link

<< Home