quinta-feira, novembro 08, 2007

Ovi-Sungo, Treze Poetas de Angola




Ovi-Sungo, Treze Poetas de Angola, livro organizado por Claudio Daniel, é a primeira antologia publicada no Brasil com autores desse país africano, como Arlindo Barbeitos, David Mestre, João Maimona, Abreu Paxe e Maria Alexandre Dáskalos. A coletânea, publicada pela Lumme Editor, traz notas biográficas dos poetas, dois ensaios críticos, escritos por especialistas em literatura africana de língua portuguesa, e um glossário, no final do volume, com o significado de palavras em idiomas locais, como o umbundu, citadas nos poemas. A história da literatura angolana contemporânea está relacionada ao movimento pela emancipação nacional: os primeiros nomes significativos de sua poesia, como Agostinho Neto, David Mestre e Ruy Duarte de Carvalho, participaram ativamente da resistência à ocupação colonial portuguesa, que durou até a Revolução dos Cravos em Portugal, em 1973. Com a queda da ditadura salazarista e a independência angolana, veio a guerra civil entre os grupos políticos UNITA, FNLA e MPLA, que se estenderia até o final da década de 1990, quando um acordo político permite o restabelecimento da democracia, o pluripartidarismo e eleições livres. Dentro desse quadro de reconstrução nacional, surgiram diferentes tendências literárias, desde a poesia engajada até a poesia étnica e a experimental, com influência do concretismo brasileiro (como ocorre, por exemplo, em Lopito Feijoó e Frederico Ningi). O livro faz um mapeamento de várias tendências dessa poesia, com ênfase na produção mais recente, dos anos 80 e 90, mas incluindo também alguns nomes históricos, das décadas de 60 e 70, como David Mestre e Arlindo Barbeitos.


Lançamento: dia 09 de novembro, sexta-feira, a partir das 19h, na Academia Internacional de Cinema, em São Paulo, durante o evento Zunái in Concert.

0 Anátemas

Postar um comentário

Criar um link

<< Home